Como melhorar sua influência no Twitter

Enquanto a grande maioria dos usuários do Twitter tem menos de 100 seguidores, um grupo restrito soma mais  pessoas que poderiam conhecer em toda a sua vida. Por exemplo, de acordo com o Twitaholic, Lady Gaga tem mais de 9,2 milhões de seguidores e Justin Bieber 8,6 milhões, enquanto Britney Spears ultrapassou 7,3 milhões – com pequena vantagem em relação ao perfil de Barack Obama.

Uma nova pesquisa publicada pela Associação para o Avanço da Inteligência Artificial mostra que ter apenas um grande número de seguidores não basta para tornar alguém influente.

No Twitter, a quantidade de retuítes ou menções que um usuário gera ao longo do tempo também são aspectos importantes para medir a influência. O grupo de pesquisa internacional examinou aproximadamente 55 milhões de contas do Twitter ativas desde  agosto de 2009. Os usuários estavam conectados uns aos outros por 1,9 bilhão de links sociais. Mais de 6 milhões desses usuários foram considerados “ativos” por terem postado mais de 10 tuítes na conta de um usuário válido. Ao todo, mais de 1,7 bilhão de tuítes foram analisados. E, acredite, todos os tuítes já postados por cerca de 55 milhões de usuários estão sendo estudados.

Os pesquisadores examinaram três métricas de influência no Twitter: o número de seguidores, número de tuítes e menções dos usuários – que são distintas dos retuítes mas fazem referência ao que alguém postou.

Não é surpresa que as contas mais seguidas pertencem a celebridades e a grandes marcas. A maioria das contas mencionadas tende a ser das celebridades. Contudo, as contas mais retuitadas foram de agregadores de conteúdo, sites de notícias e celebridades empresariais, como Guy Kawasaki.

Olhando o top 100 de usuários em cada categoria de influência, o resultado foi uma lista de 233 perfis “mais influentes de todos os tempos”. São apenas 233 porque não havia sobreposição entre esses grupos. Alguns são de organizações de notícias, outros de celebridades – mas também existem  pessoas bastante comuns. Esta lista não foi divulgada, mas os pesquisadores notaram que as listas de top 20 em cada categoria só tinham dois usuários em comum: o ator Ashton Kutcher e o rapper Puff Daddy.

No total, apenas 7,1% dos mais influentes de todos os tempos foram incluídos nas três categorias de influência.

Aí vem a pergunta: como alguém pode ganhar mais influência no Twitter? A pesquisa sugere que focar os tuítes e links principalmente em um tópico é uma boa maneira de começar.

Esta estratégia de focalização pode também servir como identificação ao retuitar mensagens de outros sobre o seu “tema predileto”. Mantenha-se atento a hashtags (#) relevantes, afinal esse é o sinal que as pessoas usam para acompanhar tópicos no Twitter. Não por acaso, muitas delas tornam-se  populares e relevantes nos TT’s e assim podem atrair maior atenção para as suas contribuições sobre o tema.

Quando grandes notícias aparecem envolvendo um assunto que você conhece bastante, prepare-se para se tornar um repórter. Fique atento para fornecer um fluxo constante de atualizações. Alguns tuiteiros fizeram uma cobertura bastante comentada das revoluções no Oriente Médio e Norte da África, além dos desastres naturais.

Sim, eu sou uma jornalista – mas você não precisa ter uma credencial de imprensa para desempenhar esse papel quando aparece uma notícia sobre algo que você conhece bem. Afinal, uma das melhores coisas do Twitter é justamente abrir o leque da discussão de temas.

Consegui mais de 1.500 novos seguidores do Twitter nas semanas que comentei sobre ruptura de uma barragem em meu Estado. Depois que deixou de ser notícia, muitos dos novos seguidores permaneceram. Aprendi que ser útil em um momento crucial pode se traduzir em influência duradoura  no Twitter.

Uma das melhores maneiras de fazer o contraste é analisar os números abaixo, publicados recentemente:

10 pessoas mais influentes

1. Rafinha Bastos
Seguidores: 1.690.817
Influência: 90

2. Chad Ochocinco
Seguidores: 1.651.070
Influência: 89

3. Conan O’Brien
Seguidores: 2.367.928
Influência: 88

4. Stephen Fry
Seguidores: 2.188.395
Influência: 87

5. Ryan Seacrest
Seguidores: 3.880.840
Influência: 86

6. Snoop Dogg
Seguidores: 2.536.996
Influência: 85

7. Barack Obama
Seguidores: 6.531.868
Influência: 83

8. Rainn Wilson
Seguidores: 2.168.826
Influência: 83

9. Kim Kardashian
Seguidores: 6.032.559
Influência: 81

10. Huck Luciano
Seguidores: 2.663.202
Influência: 77

10 Pessoas mais seguidas

1. Lady Gaga
Seguidores: 7.941.444
Influência: 41

2. Justin Bieber
Seguidores: 7.032.265
Influência: 67

3. Britney Spears
Seguidores: 6.652.470
Influência: 59

4. Barack Obama
Seguidores: 6.531.868
Influência: 83

5. Ashton Kutcher
Seguidores: 6.261.483
Influência: 68

6. Kim Kardashian
Seguidores: 6.032.559
Influência: 81

7. Ellen DeGeneres
Seguidores: 5.745.455
Influência: 67

8. Katy Perry
Seguidores: 5.283.350
Influência: 50

9. Taylor Swift
Seguidores: 5.020.965
Influência: 38

10. Oprah Winfrey
Seguidores: 5.013.218
Influência: 40

Se você ficou curioso para saber qual é a sua influência, pode usar ferramentas como o Twitalyzer, colocando o nome do seu perfil AQUI.

Amy Gahran escreve sobre tecnologia móvel para a CNN. Ela é jornalista e consultora de mídia. Seu blog,  Contentious.com, analisa continuamente como as pessoas se comunicam na era online.

Via: Agência Pavanews

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: