Seres humanos conseguem diferenciar o sexo oposto pelo cheiro

Por Marcela Puccia Braz

Pesquisa chinesa revela que mesmo de olhos fechados podemos identificar o sexo oposto - Foto: Getty Images

Homens e mulheres são capazes de identificar o sexo oposto por meio de feromônios sem odor, revelou uma pesquisa da Chinese Academy of Sciences. Durante o experimento, os participantes conseguiram interpretar o sexo de formas humanas andróginas, mesmo quando não sentiam nenhum cheiro.

A pesquisa, divulgada pela National Geographic, tinha como objetivo determinar a influência dos feromônios na percepção humana.

Para isso, os pesquisadores captaram imagens de pessoas que apareciam no vídeo como bonecos andróginos. Esses vídeos foram exibidos aos participantes da pesquisa que deveriam identificar o sexo dos filmados. Enquanto assistiam aos vídeos, eles cheiraram óleo de cravo infundido com esteroides masculinos, femininos ou apenas óleo puro usado como base de cosméticos.

As mulheres que sentiram o odor do feromônio masculino identificaram facilmente a figura andrógina como homem, enquanto os participantes masculinos reconheceram as mulheres. Mas os compostos químicos não tiveram efeito nos pesquisados do mesmo sexo ao gerador do feromônio, ou seja, as mulheres não identificaram o odor feminino, nem os homens o masculino.

Além disso, a pesquisa mostra que os participantes, vendados, não conseguiram diferenciar o óleo com esteroides do óleo puro. Isso demonstra que a percepção dos componentes químicos é inconsciente.

Fonte: National Geographic Brasil

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: