Se fujo? Fujo.

Tomasz Rut_Ex amo

Fujo das brigas, do discutir a relação,
da análise dos fatos, do racionalismo,
e vou logo à boca, ao beijo.

Acabo sempre desafogando as amarguras,
a luta, a resistência no cheiro do corpo.
Me perco e me encontro.

Acabo na boca acolhedora, no corpo morno
de cheiro imanente.

Acabo sempre no transe, no hipnótico
que me arrebata no revirar de olhos,
no sentido demasiado à flor da pele.

Derramo-me, dissolvo-me e recolho-me
à boca, sempre à boca –
sossegada, pacífica -,
na paz ou na guerra.

(Eduardo Magalhães .’.)

Anúncios

Um comentário em “Se fujo? Fujo.

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: