Manipulamos lembranças para evitar sofrimento

Experiências desagradáveis parecem mais intensas se sabemos que a situação poderá se repetir


Nossas expectativas para o futuro podem mudar a forma como nos lembramos do passado? Segundo estudo publicado pelo Journal of Experimental Psychology a resposta é sim: lembramos experiências desagradáveis com mais intensidade se sabemos que a situação poderá se repetir. Pesquisadores da Universidade Carnegie Mellon, na Pensilvânia, e da Universidade de Nova York desenvolveram sete experimentos para avaliar como os planos das pessoas moldam suas recordações. Em um dos testes 30 voluntários foram expostos ao ruído de um aspirador de pó por 40 segundos. Em seguida, os pesquisadores disseram a 20 participantes que o estudo seria repetido. Aos demais foi informado que o trabalho havia terminado. Após essas orientações os voluntários deveriam classificar seu nível de irritação em relação ao ruído. Todos os que esperavam ouvir o barulho novamente o consideraram mais desagradável. Os outros seis experimentos, que também envolveram estímulos incômodos, levaram aos mesmos resultados.

O psicólogo comportamental Jeff Galak, da Universidade Carnegie Mellon, sugere que essa forma negativa de evocar um acontecimento seja uma maneira de amenizar o sofrimento futuro. Os pesquisadores acreditam que entender esses mecanismos pode ajudar em casos de transtorno de estresse pós-traumático.

Fonte: MenteCérebro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: